A Thomson Reuters, provedora mundial de informação e tecnologia, em parceria com a Live University entrevistou mais de 300 líderes e especialistas para mapear o que eles esperam das novas tecnologias no ambiente corporativo.

Permitindo múltipla escolha, o estudo perguntou quais as tecnologias eram mais atraentes. A Internet das Coisas aparece em primeiro lugar, lembrada por 31,3% dos participantes. Na sequência, aparecem Blockchain (30,9%), Data Science (29,8%) e Inteligência Artificial (29,2%).

Entre as principais razões que levariam à adoção de uma dessas tecnologias, foram apontadas:

  • Aumento de eficiência no trabalho (27%)
  • Melhoria de Governança e Compliance (20%)
  • Padronização de Processos (19%)
  • Redução de fraudes (18%)
  • Aumento de competitividade (15%)

O bloco composto por IoT, Blockchain, Data Science, AI e Machine Learning é a grande aposta da alta gestão para impulsionamento do desenvolvimento de suas empresas. Com a maior parte dos decisores otimistas quanto ao cenário mundial, e confiantes de que a economia brasileira deve melhorar após as eleições, um cenário propício para implementação de novas tecnologias vai, aos poucos, se delineando”, afirma Santiago Ayerza, Managing Director para o segmento Corporativo da Thomson Reuters América Latina, ao ITF 365.

Trabalhos ameaçados ou novas oportunidades?

Os entrevistados afirmaram que, ao contrário do que se pode supor, as novas tecnologias estão criando oportunidades de trabalho. Para 83% deles, a inovação será acompanhada do surgimento de novas funções nas áreas em que atuam. Além disso, 97% dos líderes esperam novas dinâmicas de trabalho, mais otimizadas ou até mesmo modificadas.

O levantamento também destaca que 40% dos entrevistados apontaram que já usam plenamente as tecnologias disponíveis em seu setor de atuação ou as utilizam em algumas áreas, pretendendo ampliá-las. Outros 15% ainda não fazem uso, mas possuem projetos de curto prazo para implantá-las. Apenas 3% afirmaram que não pretendem utilizar as novas ferramentas.

Para 90% dos líderes, a adoção de tecnologias inovadoras é positivo e traz benefícios. Contudo apenas 17% acreditam que seus profissionais estão prontos para utilizá-las.

“IoT, Blockchain, Data Science, AI e Machine Learning são as grandes apostas da alta gestão. A maior parte dos decisores está otimista quanto ao cenário mundial, e confiantes que o cenário brasileiro pode melhorar a partir de 2019, um cenário propício para implementação de novas tecnologias”, analisa Alex Leite Diretor Educacional da Live University Confeb.

Veja também: