Aumenta confiança do mercado em IoT, aponta Vodafone IoT Barometer 2019

A edição de 2019 do Vodafone IoT Barometer acaba de ser lançada. O estudo deixou claro que a adoção da Internet das Coisas (IoT) vem aumentando ano a ano, em escala global. É crescente o número de empresas que passou a buscar parceiros externos com expertise comprovada, deixando de lado as iniciativas custosas para desenvolver as tecnologias internamente.

Como escolher uma plataforma de IoT?

Para a pesquisa, a Vodafone entrevistou 1.758 empresas em todo o mundo. Mais de um terço delas (34%) já adotam alguma tecnologia de IoT e 84% afirmam estar mais confiantes hoje com as soluções do que há 12 meses. Ainda, os entrevistados têm se mostrado cada vez mais dependentes da IoT para a execução de seus negócios.

Ao menos 76% deles admitem que a Internet das Coisas já é crítica para o cumprimento da missão corporativa e 8% concluem que as atividades empresariais dependem dessas tecnologias na totalidade para existir.

Ainda nesse sentido, 72% dos participantes veem a Internet das Coisas como viabilizadora da transformação digital. Para eles, sem a devida implementação dessas tecnologias, é impossível que as empresas se transformem digitalmente de maneira efetiva.

A edição deste ano ainda destaca que para 74% das empresas é imprescindível a incorporação da IoT nos processos, com vistas à manutenção da vantagem competitiva. Aquelas que não implementarem as soluções no intervalo dos próximos cinco anos ficarão para trás na liderança de seus segmentos.

A pesquisa apontou que 70% das empresas já concluíram ao menos uma fase de piloto de projetos de IoT e que 95% delas relatam auferir benefícios claros e mensuráveis a partir do investimento inicial. Além disso, 83% dos entrevistados irão ampliar as implantações nos próximos anos. Isso deixa claro que as empresas primeiramente precisaram elevar o grau de confiança diante dos resultados conquistados com as aplicações iniciais das tecnologias para somente então aumentar os investimentos e se debruçarem em soluções mais complexas e escaláveis.

Os dados da pesquisa mostram que esses benefícios podem ser percebidos de diversas maneiras, incluindo:

  • Redução de custos operacionais (53%);
  • Refinamento na obtenção de dados (48%);
  • Elevação da receita a partir dos processos já existentes (42%).

Parceiros externos fornecedores de IoT são peças-chaves

Os entrevistados afirmaram que, para viabilizar esses resultados positivos, eles contam com plataformas de IoT robustas e inteligentes, fornecidas por parceiros externos capazes de implementar os projetos de maneira fácil e ágil. Com isso, as empresas serão capazes de aumentar o número de projetos em andamento, o que significa retornos (ROI) mais rápidos e maiores.

Prova disso é que entre os entrevistados que se classificaram como “avançados” em IoT — aqueles capazes de expandir a tecnologia com agilidade, experimentando diversos cases ao mesmo tempo — 87% relataram maior ROI quando comparados aos 17% das empresas que ainda estão no “nível iniciante”. Assim, o estudo corrobora mais uma vez a correlação direta entre o número de projetos simultâneos em andamento e o retorno auferido a partir deles.

O que faz um projeto de IoT falhar?

A edição de 2019 evidenciou uma tendência já notada pelo mercado nos últimos anos. Cada vez mais, as empresas têm buscado soluções de IoT, cientes de que os resultados são comprovadamente efetivos. Os executivos responsáveis pelos projetos da área elevaram seu grau de confiança em parceiros externos que tornam-se peça-chave na consolidação das estratégias de transformação digital. O mercado, como um todo, também entende com mais nitidez que inserir-se nesse processo de inovação deixou de ser uma escolha. As empresas que hoje não estejam atuando pesadamente nessa direção, certamente encontrarão problemas no prazo máximo de cinco anos, ficando para trás na liderança competitiva.