IDC’s Global IoT Decision Maker Survey de 2018 lança primeiros resultados

Os achados da pesquisa anual “IDC’s Global IoT Decision Maker” estão prestes a ser inteiramente divulgados.

O estudo — até agora o maior já realizado pela IDC — entrevistou quase 5.000 pessoas de 25 países. Ele se aprofunda nos problemas que as organizações enfrentam quando procuram implantar projetos de IoT com relação à escolha do fornecedor certo, à garantia de segurança na implantação e ao modo como as empresas estão trabalhando os dados coletados.

A pesquisa também fornece informações sobre como as organizações estão realmente monetizando seus investimentos em IoT. Além disso, ela traz insights sobre novas tendências e estratégias que se firmam no mercado de 2019.

A seguir serão detalhados três dos primeiros resultados que foram recentemente divulgados.

Impedimentos na implantação de IoT

Já é conhecimento comum que a transformação digital é um caminho sem volta. Entretanto, a pesquisa apontou que muitas empresas ainda mostram-se relutantes em alavancar de vez suas iniciativas de IoT por temerem, sobretudo, fragilidades na segurança dos projetos.

Além disso, os resultados iniciais divulgados mostraram que em muitas empresas ainda falta um planejamento orçamentário robusto que inclua os investimentos nessas novas tecnologias. Mais do que isso, os entrevistados relataram que a IoT não está devidamente encaixada com a estratégia macro de muitas organizações. Como consequência, os planejamentos carecem de métricas efetivas que funcionem como indicador de sucesso dos projetos que vem sendo testados e implementados. Isso certamente dificulta a penetração da transformação digital para a realidade maior das empresas.

Mesmo diante dessas questões, a pesquisa revelou um crescimento importante no número de organizações que já adentraram na versão 4.0. Os Estados Unidos figuram como líderes em escala global, seguidos por Ásia e Europa, no que se refere às implantações reais da Internet das Coisas.

Mensurar o sucesso dos projetos de IoT

Um outro aspecto relevante analisado pela pesquisa este ano foi o modo como as empresas estão mensurando o sucesso de suas iniciativas em IoT.

Em escala global, as métricas internas mais utilizadas foram as de eficiência operacional, ganho em produtividade e redução de custos. Entretanto, ao se analisar o sucesso em relação a cada segmento de mercado, percebe-se uma realidade diferente.

Para empresas do setor financeiro e de seguros, bem como para o setor governamental a satisfação do público (cliente) foi considerada a métrica mais importante de avaliação. Já para algumas indústrias, a atenção maior está voltada para a segurança de trabalho obtida com a incorporação de novas tecnologias às linhas de produção.

IDC Survey Results
Fonte: IDC’s 2018 Global Internet of Things (IoT) Decision Maker Survey

Esse cenário é importante na medida em que uma mesma base tecnológica pode ser recebida pelo mercado sob diferentes pontos de vista. E é fundamental que os fornecedores e desenvolvedores de IoT estejam cientes dessa enorme variedade de aplicações, uma vez que a partir disso poderão conversar de modo mais assertivo com seus clientes.

O que os compradores de IoT estão falando até agora?

As organizações estão cientes da importância das Provas de Conceito como base para as implantações de IoT. Entretanto, elas sentem que para iniciar a expansão real dos projetos é preciso aumentarem o seu nível de confiança acerca de questões internas, como a capacidade de infraestrutura e habilidades técnicas para receber as novas tecnologias, bem como de um posicionamento estratégico global que de fato incorpore os projetos num cenário de transformação digital holística.

Leia também:

Além disso, as empresas compradores de soluções de IoT, mais do que nunca, sentem a necessidade de se aprofundarem verticalmente nas inovações. Elas querem entender todos os detalhes possíveis e também as melhores maneiras de avaliarem, com base em dados, o sucesso que as aplicações trazem para os negócios. Os fornecedores de IoT são cada vez mais vistos como parceiros estratégicos que compõem uma parte central na viabilização de projetos de grande impacto.

Por fim, é unânime a total atenção que as empresas estão dando à Internet das Coisas. Elas entendem que sem essa base tecnológica, será muito difícil acompanhar as próximas inovações que surgirão e, assim, garantir vantagem competitiva em seus segmentos de mercado.

V2COM: criando parcerias de sucesso há mais de 16 anos

O mercado reconhece a V2COM como parceira tecnológica estratégica no desenvolvimento, implantação e escala de soluções de Internet das Coisas marcadas por grande versatilidade e adaptabilidade aos mais diferentes segmentos e demandas de negócios.

Sua metodologia exclusiva de PoV (Proof of Value) garante a viabilidade econômica dos projetos, escalando os resultados em menos de 4 meses após a implantação.

Ao longo de sua trajetória, a V2COM vem conectando milhões de dispositivos em escala global e, através de sua premiada plataforma de IoT, possibilita a tomada de decisão de forma instantânea, através da análise inteligente de dados.

Quer mais informações? Então, preencha o formulário abaixo.