IoT reina mais uma vez entre tecnologias mais disruptivas 

A KPMG lançou há poucos dias o estudo “Inovação na indústria de tecnologia 2019” (Technology Industry Innovation Survey). O levantamento entrevistou 740 líderes do setor de tecnologia e analisou as dez ferramentas que irão mudar as empresas no curto prazo. Em 1° lugar entre as tecnologias mais disruptivas ficou a Internet das Coisas (IoT), considerada a ferramenta com maior potencial de modernizar os negócios nos próximos três anos.

De acordo com Felipe Catharino, sócio-diretor da KPMG no Brasil, a IoT tem grande capacidade de adoção em empresas porque “pode ser aplicada tanto em avançados sistemas de robótica quanto em pequenos gadgets, como relógios inteligentes e eletrodomésticos”.

Dados recentes de outra consultoria, a norte-americana Frost & Sullivan, vão na mesma direção e confirmam o potencial disruptivo da tecnologia, ainda no curto prazo. Nos próximos três anos, os investimentos em IoT no Brasil devem ultrapassar US$ 3,29 bilhões e o acesso às soluções promete se espalhar para diversas regiões do país com o incremento da infraestrutura e o planejamento estratégico recém instituído.

Leia também:
Decreto institui o Plano Nacional de IoT

Entre os principais desafios a serem superados, os entrevistados apontam questões envolvendo segurança e agilidade na implantação dos projetos.

Quais são as outras tecnologias mais disruptivas?

Em segundo lugar como tecnologia mais disruptiva, a KPMG aponta a inteligência artificial e robótica. A chamada RPA (Robotic Process Automation) foi uma das tecnologias com maior aumento de performance em relação à ultima edição do estudo, em 2018. Saiu do nono lugar para o segundo.

tecnologias mais disruptivas

De acordo com os entrevistados, a robótica está mais associada a ganhos de eficiência e lucratividade e, na sequência, ao aumento da fatia de mercado. Mas o grande desafio ainda reside na dificuldade de adoção dessa ferramenta e na complexidade da implantação. 

Em terceiro lugar, estão Inteligência Artificial (IA) e Machine Learning. Em relação ao ano passado, perderam uma posição. A grande dificuldade para a adoção dessas tecnologias, segundo os entrevistados, está na viabilidade econômica (que carece de mais provas), em questões de cunho regulatório e na alta complexidade.

Alguns desafios ainda precisam ser vencidos

A pesquisa também revelou que o aumento dos custos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) é o maior problema enfrentado pela indústria, apesar desta área ter sido apontada também como uma das principais prioridades estratégicas. Os entrevistados apontaram também para o desafio de encontrar talentos no setor de tecnologia, o que dificulta o crescimento, sobretudo diante de cadeias de suprimentos mais complexas e demandas ainda mais específicas dos clientes.

Leia também:
Como funciona a metodologia PoV V2COM?

“As empresas líderes aproveitarão as oportunidades e criarão estratégias para garantir fluxos de receita futuros. Os desafios apresentados por aplicações emergentes podem ser resolvidos com o investimento em soluções inovadoras com benefícios a longo prazo, como, por exemplo a incorporação de análise de dados no gerenciamento do portfólio de produtos, a introdução de blockchain na cadeia de suprimentos e a expansão de serviços direcionados para produtos essenciais”, afirma Felipe Catharino, sócio-diretor de Tecnologia da KPMG no Brasil.

A pesquisa destacou ainda que as empresas menores são cada vez mais a fonte de desenvolvimentos promissores na indústria e estão empenhadas em capitalizar tecnologias mais disruptivas para novas aplicações.

V2COM: referência em IoT e Smart Systems

A V2COM consolidou-se no mercado nacional e internacional por ser um dos poucos fornecedores de soluções de IoT ponta à ponta. Por isso, tem garantido um elevado grau de customização dos projetos que se adequam com bastante profundidade às mais diferentes necessidades dos clientes, não importando o segmento de atuação, nem a localização geográfica da implantação.

Por desenvolver integralmente tanto hardware quanto software, a V2COM alcançou um padrão de tecnologia plenamente compatível com as inovações, integrando-se perfeitamente a diferentes realidades de forma bastante ágil. Por consequência, os clientes auferem elevado impacto financeiro e escalabilidade em curto intervalo de tempo.

Quer saber mais?
Entre em contato com a gente!