Do piloto à escala: os desafios para expandir soluções de IoT

O mercado experimentou, nos últimos anos, uma série de tecnologias desenvolvidas a partir da Internet das Coisas. É natural que, no próximo momento, as empresas invistam em esforços de escalabilidade. Com isso, os projetos começam a ficar cada vez mais complexos e a envolver um número crescente de pessoas e departamentos dentro das organizações.

Para entender melhor esses desafios, uma pesquisa encomendada à Informa Engage entrevistou 160 executivos de diferentes partes do mundo. Os achados são importantes, pois ajudam a guiar esforços na hora de expandir soluções de IoT, sem perder de vista o retorno financeiro esperado com a iniciativa.

Segurança: o aspecto mais importante para os entrevistados

Há alguns anos, critérios como segurança e privacidade não eram tidos como prioridade na maioria dos projetos de tecnologia. Entretanto, com o crescimento jamais visto do número de dados coletados e processados, inúmeros incidentes, muitos deles criminosos, começaram a ser reportados em todo o mundo.

A partir disso, protocolos de segurança cada vez mais robustos passaram a ser desenvolvidos e o assunto hoje é o principal desafio quando falamos de soluções de IoT. Veja o gráfico abaixo:

 desafios para expandir soluções de IoT

Atualmente, os sistemas e dispositivos interconectados são desenvolvidos de forma a garantir a segurança, privacidade e integridade dos dados. Com isso, as soluções desempenham, ao mesmo tempo, um papel preventivo, proativo e, quando necessário, corretivo diante de qualquer invasão que porventura aconteça.

Para tanto, uma série de ações precisa ser levada em conta para maximizar tanto a efetividade quanto a confiabilidade das novas tecnologias. Entre elas, destacam-se:

  • Desenvolver projetos seguros, em nível de hardware, software e hospedagem em nuvem;
  • Melhorar o controle de governança de TI;
  • Estabelecer padrões de segurança elevados;
  • Implementar sistemas de controle de qualidade;
  • Realizar análises de vulnerabilidade do dispositivo;
  • Utilizar protocolos seguros de atualizações e correções;
  • Desenvolver sistemas com criptografia para proteção de dados;
  • Realizar testes de segurança;
  • Desenvolver plano de contingência contra possíveis ameaças futuras;
  • Monitorar constantemente o sistema para detectar possíveis ameaças cibernéticas;

Metade dos custos de implantação deve-se às integrações

A implantação da arquitetura é o segundo desafio mais apontado pelos entrevistados, sobretudo no momento de escalar resultados. Os líderes e gestores envolvidos passam a trabalhar diante de um novo cenário de maior complexidade, tendo que integrar diferentes tipos de sistemas operacionais, protocolos e requisitos de comunicação. Há mais elementos em campo (dispositivos, redes, plataformas e aplicações) e equipes maiores para gerir.

Esse contexto costuma demandar o desenvolvimento de integrações mais robustas, um desafio que, além de complexo, pode ser custoso se não bem planejado. Segundo uma pesquisa da Gartner, metade dos custos de implantação dos projetos de IoT devem-se apenas às integrações.

Para facilitar a execução dessas demandas, a palavra-chave é orquestração. Com um planejamento bem controlado e com a expertise de empresas parceiras, a escalabilidade das soluções de IoT pode, sim, acontecer sem grandes entraves, de forma rápida, segura e com ROI verdadeiramente interessante.

Leia mais:

Elektro reduz 60% do custo de leitura com solução V2COM
Distribuidora de energia evita milhões em perdas com IoT

A convergência dos departamentos de Tecnologia da Informação e de Tecnologia Operacional na rede compartilhada é outro ponto citado pelos entrevistados como um grande desafio à escalabilidade dos projetos de IoT. Essa convergência IT/OT é algo que se estruturou com o tempo e permitiu uma visão mais ampla e global das informações que correm pela empresa, com respectivo aumento da eficiência operacional.

Em especial nos setores com elevado volume de ativos (manufatura, energia, transporte), os dois departamentos tradicionalmente operam com bastante independência, cada qual a partir de requisitos e prioridades de redes próprios.

 desafios para expandir soluções de IoT

O advento e a implementação das tecnologias de Internet das Coisas aceleraram a dinâmica IT/OT e, como consequência, aumentou-se a dificuldade de sintonizar as prioridades de ambas as áreas. Não raras vezes, essas prioridades podem, inclusive, “brigar” entre si. Como exemplo, enquanto para TI o foco pode ser a segurança de dados, para OT a atenção pode estar na sua disponibilidade.

Orquestrar essa convergência é fundamental para que não se perca tempo, dinheiro e esforço de mão-de-obra qualificada.

Desafios são vencidos através de parcerias

Talvez o maior valor comercial das soluções de IoT esteja na geração de insights a partir do processamento e análise de um grande volume de dados. Mas para que isso aconteça, é importante identificar e superar muitos dos desafios apontados na pesquisa, especialmente aqueles que, de alguma maneira, barrem a escalabilidade dos projetos.

Cientes disso, mais de 75% dos entrevistados acreditam que obter resultados realmente impactantes é importante se conectar a empresas especializadas em serviços profissionais de IoT.

Essas parcerias são fundamentais na medida que ajudam a alocar esforços e recursos de modo sempre eficiente, além de viabilizarem uma importante troca de experiências e conhecimento entre profissionais de diferentes áreas. As empresas parceiras garantem implantações rápidas e seguras e já amplamente testadas ao longo dos anos de experiência.

A V2COM, através de sua premiada plataforma, equipe técnica altamente capacitada e metodologia exclusiva de PoV tem levado a tansformação digital a diversas empresas, alcançando em escala global mais de um milhão de dispositivos conectados de forma inteligente.

Quer conhecer de perto nossa metodologia de trabalho?
Preencha o formulário e retornaremos em breve

 

 

 

Privacy Preference Center

%d bloggers like this: