Kaspersky mostra que 61% das empresas implementaram IoT em 2019

O novo relatório da Kaspersky — Benefits and Challenges of IoT in Business — mostrou que quase dois terços (61%) das empresas do mundo implementaram aplicações de Internet das Coisas (IoT) em 2019.

A tecnologia já provou ser altamente eficiente em diferentes cenários, com benefícios que vão da geração de receitas e redução de custos ao aumento de eficiência operacional. Na pesquisa foram entrevistados 4.958 tomadores de decisão na área de TI de 23 países.

O relatório revelou que o uso de plataformas de IoT aumentou em praticamente todos os setores. Alguns deles apresentaram uma taxa de crescimento mais acelerada em comparação a 2018, como o de hospitalidade (crescimento de 10%), saúde (também com 10%) e financeiro (com 8% de crescimento).

Uso da IoT por setor entre 2018 e 2019

Kaspersky: uso da IoT por setor

 

Pelo gráfico acima, notamos que os setores de TI & Telecomunicações e o Financeiro são os que mais utilizaram aplicações de IoT em 2019, com 71% e 68%, respectivamente. Utilities e Serviços de Saúde dividem a terceira posição, com 66%.

As plataformas de IoT têm ainda uma série de outras aplicações. No Brasil, elas têm sido cada vez mais utilizadas para automação industrial e agricultura. Transporte, logística e cidades inteligentes são outros setores em que a tecnologia demonstra enorme potencialidade.

Veja também:
Internet das Coisas: o cérebro da Transformação Digital

Segundo dados da IDC e da GSMA, o total de investimentos na área de IoT deve superar US$1.1 trilhão em 2025, o que representa um crescimento de 567% em relação aos níveis de 2016. O rápido crescimento deve-se à escalabilidade de resultados provenientes de projetos já implementados que devem estimular aportes ainda maiores em tecnologias de ponta.

Segurança é um fator primordial na escolha de terceiros

O relatório da Kaspersky apontou que 28% das organizações sofreram algum tipo de incidente relacionado à cibersegurança em 2019. As medidas de proteção aos dispositivos e sistemas de IoT tornam-se ainda mais importantes, frente a um cenário sempre crescente de fluxo de dados.

Para minimizar riscos de ataques é fundamental garantir que o desenvolvimento das soluções, desde os estágios mais iniciais, já seja articulado em conformidade com padrões e protocolos rígidos de segurança. Isso eleva a proteção dos equipamentos e softwares, além de garantir a privacidade dos dados.

Esse trabalho é essencialmente importante quando considerada a gravidade que possíveis invasões podem representar. Apenas para citar um exemplo, as plataformas de IoT têm sido cada vez mais usadas no ambiente das cidades inteligentes como gerenciadoras de tráfego e abastecimento elétrico. Qualquer intercorrência nesses sistemas colocaria em risco um grande número de pessoas, inclusive acarretando em graves acidentes.

Além da segurança, alguns outros requisitos de plataforma de IoT devem ser considerados para avaliar a adequação da ferramenta aos objetivos estratégicos almejados com o projeto a ser implementado. Para saber mais sobre esse assunto, confira nosso artigo Três perguntas para avaliar um fornecedor de plataforma de IoT”


Quer receber mais conteúdo como esse?