Medidores Inteligentes consolidam transformação digital das Utilities

Os medidores inteligentes (smart meters) permitem uma comunicação bidirecional perfeita entre os consumidores e as Utilities, ajudando-as a detectar falhas no fornecimento em um curto intervalo de tempo, além de aumentar a confiabilidade no serviço prestado.

Por essa razão, os investimentos nessas tecnologias permanecem tão expressivos, com a consequente consolidação da cultura de dados dentro das empresas e o fomento de iniciativas e projetos de transformação digital em todo o mundo. 

O que o futuro reserva para os medidores inteligentes?

Em 2018, o mercado global de medidores inteligentes alcançou quase US $ 10 bilhões e, até 2026, estima-se uma taxa anual de crescimento em torno de 8%, segundo dados da Fact.MR.

A medição inteligente trouxe uma nova realidade às Utilities. Não apenas o atendimento ao cliente tornou-se mais eficiente, mas também foi possível, a partir dos smart meters, abrir portar para novas oportunidades de negócios que, cada vez mais, atendem as necessidades de consumo e as regulamentações em prol do meio ambiente.


Nesse sentido, os sistemas de medição inteligente continuarão a ganhar força nos próximos anos, atuando como uma ferramenta de transformação para os serviços ligados à energia, água, gás, entre outros. Entre outros benefícios, os
 medidores inteligentes permitem que os clientes desfrutem de todo o potencial oriundo da energia solar fotovoltaica (uma tendência em plena ascensão), do armazenamento de baterias de alta performance e de outros serviços domésticos típicos das chamadas Smart Houses.

Medidores inteligentes AMI – eficiência energética a custos razoáveis

Enquanto os medidores AMR (Automated Metering Reading) permanecerão consolidados no mercado, a demanda por medidores AMI (Automated Meter Management) certamente será o grande responsável pelo aumento na demanda dos próximos anos.

Os medidores AMI permitem a comunicação bidirecional com os sistemas de telemedição, tornando possível, de forma remota, a alteração de parâmetros, a suspensão e o religação do fornecimento. Além disso, os sistemas AMI possibilitam que os clientes façam escolhas bem informadas, com base em diferentes parâmetros de consumo de energia, criando-se assim uma situação vantajosa para ambas as partes. 

Como a demanda por medidores inteligentes evoluirá?

O mercado de medidores inteligentes é impulsionado especialmente pela necessidade de elevar a precisão do faturamento e reduzir as chamadas perdas não técnicas. A Europa está emergindo como um importante ponto central de oportunidades, visto que a medição inteligente já é obrigatória em alguns países, como o Reino Unido.

Nos próximos anos, estima-se que as economias emergentes na região do Oriente Médio e África apresentem elevada demanda por novas instalações, uma vez que o fornecimento e o gerenciamento confiáveis de energia estão no topo dos gráficos de prioridades nos países do CCG (Conselho de Cooperação do Golfo).

A América do Norte e a Ásia-Pacífico, por sua vez, continuarão sendo dois dos maiores mercados de medidores inteligentes, com ganhos sustentados pela implantação proativa dessas redes e pelos esforços em aumentar a precisão do faturamento. Por fim, a América Latina também demandará expressivamente novas soluções de medição inteligente, visto que em vários países da região já ocorrem movimentações legislativas para fomentá-las.